O que é phygital?

Na semana passada, nós trouxemos a tradução de dois artigos sobre as tendências tecnológicas para 2024. Num deles, surgiu a palavra “Phygital”. O conceito não é tão novo, mas a cada ano, com os avanços na tecnologia, ele vem ganhando mais força e espaço. Por isso, vamos entender melhor o que ele significa!

o que é phygital?

O termo vem da junção entre “physical” (do inglês “físico”) e “digital”. E, como o próprio nome evidencia, trata-se da união entre o mundo físico e o mundo digital. Foi Kevin McKenzie, na época vice-presidente do Westfield Lab, rede de shoppings australiana, que inventou a palavra, durante o NRF Retail Big Show de 2015.

A ideia pode ser aplicada em muitos setores, mas é no comércio que ela está trazendo maior revolução. O consumidor, há um bom tempo, procura novas formas de consumir. O desejo é ter uma experiência diferenciada e personalizada, e adotar a perspectiva phygital é uma maneira inteligente de alcançar isso.

O objetivo é a unificação da estratégia. A loja física e a loja virtual precisam estar integradas: o usuário tem que conseguir transitar entre o ambiente real e o digital com facilidade. Um organismo único tendo o consumidor no centro. 

Alternativas para proporcionar a imersão da experiência são sempre bem-vindas, trazendo um novo modo de se relacionar não só com as marcas, mas com o jeito que se consome. Um bom exemplo é a possibilidade de experimentar digitalmente os produtos com realidade aumentada, ou então a de rastrear as preferências do usuário e usá-las para criar opções desenhadas especificamente para ele. 

Como aplicar?

Transformação

As lojas físicas não são mais espaços estáticos; são ambientes dinâmicos que incorporam tecnologia para aprimorar a experiência do cliente. Telas interativas, realidade aumentada e sensores inteligentes são utilizados para criar uma atmosfera na qual a jornada de compra se torna interativa e envolvente. Os consumidores podem experimentar produtos virtualmente, receber recomendações personalizadas e até mesmo realizar transações sem contato físico.

Integração

A transição imperceptível entre o mundo físico e o digital é fundamental. Os consumidores podem começar a explorar produtos online, comparar preços, ler avaliações e, em seguida, migrar para a loja física para uma experiência tátil. Da mesma forma, aqueles que começam nas lojas físicas podem utilizar aplicativos para dar continuidade e melhorar a experiência, acessando informações adicionais e ofertas exclusivas.

Personalização

Com a análise de dados e a inteligência artificial, os varejistas podem entender melhor o comportamento do consumidor, antecipar suas necessidades e oferecer ofertas personalizadas. Isso não apenas cria uma experiência de compra mais eficiente, mas também ajuda a criar conexões emocionais entre os consumidores e as marcas.

Outras áreas influenciadas

Trabalho

A adoção do phygital modifica a maneira como trabalhamos. É muito mais fácil se conectar com outras colaboradores, independentemente de sua localização, por meio de plataformas digitais, enquanto tecnologias como óculos de realidade aumentada passam a fazer parte da realidade dos escritórios.

Educação

Na educação, a abordagem phygital revoluciona a forma como os alunos aprendem. Salas de aula físicas se conectam a ambientes virtuais e interativos de aprendizagem, oferecendo uma educação mais personalizada, acessível e mais envolvente.

A gente já falou, inclusive, sobre como a realidade virtual e a realidade aumentada são inseridas na educação e no trabalho, e também como a tecnologia pode auxiliar a educação. 

O phygital é uma evolução na forma como compramos e interagimos. Com a sua popularidade atingindo mais marcas e mais setores, estamos diante de uma gama de possibilidades de experiências que transcendem o convencional e nos permitem adentrar uma nova era da revolução tecnológica.